Sr. Rocha

“(…) Eu ia sempre de eléctrico para a escola. Daí é que veio a minha paixão. Eu ia sempre ao lado do guarda-freio, perguntando-lhe porque é que ele fazia assim, lá me diziam que aquilo que era para dar velocidade ao carro. Explicavam-me e eu escrevia tudo. Depois também passava o meu tempo nas bibliotecas a ler livros sobre carros eléctricos. Tenho muita documentação lá em casa. Foi assim que comecei a gostar de carros eléctricos.  O eléctrico que eu apanhava era o 10, Rio Tinto/Bolhão. Mas depois ainda me metia noutro carro, no 16, que descia a Rua da Torrinha, ainda naquele tempo descia a Rua da Torrinha, ia para a Praça da Galiza, Praça da Galiza vinha à Boavista, Boavista/Matosinhos. (…)” 

104.59 (experimentação 1)

Quem falava assim, com esta paixão pelos carros eléctricos, era o Sr. José Rocha, o Rocha como gostava de dizer. Hoje recordamos com tristeza as suas palavras e tudo o que trouxe de bom ao Museu do Carro Eléctrico.  Pois foi o Sr. Rocha que esteve à frente da recosntrução de praticamente todos os carros eléctricos que pertencem hoje à colecção do Museu.

JRocha2       DSCN2657

O Sr. Rocha entrou para a empresa quando esta ainda se denominava Companhia Carris de Ferro do Porto em 1953, como ajudante de electricista, para rapidamente chegar a chefe da secção eléctrica e depois a coodenador. Ao fim de 34 anos reformou-se, regressando à STCP para coordenar a equipa que trabalhou na recuperação dos carros eléctricos do museu.

“(…) Em 1992 o Sr. Eng.º Ferrer de Loureiro já queria abrir o museu. Então, abriu-se o museu com 5 carros. Todos os carros que estão aqui no Museu… não fui eu que andei de serrote e martelo mas o pessoal que andou esteve sob a minha orientação. O que eu fiz com a minha mão foi desenhar e pintar os traços, as letras, os emblemas e os números com o pincel de arrasto. Tudo isto graças à escola onde andei e onde aprendi tudo isso (…)”. 

 

Sentimos a sua partida e reforçamos no nosso dia-a-dia o testemunho que nos deixou. 

DSCN2644

Excertos retirados do Projecto de Histórias de Vida do Museu do Carro Eléctrico, 2003

Publicado em geral | 8 Comentários

Viagens com o Fado

 

 

Viagens com o Fado

 

VIAGENS COM O FADO é uma iniciativa do Museu do Carro Eléctrico que vai acontecer nos fins de semana de 28, 29, 30 de março e 25, 26, 27 de Abril.

Num carro eléctrico histórico da colecção do Museu do Carro Eléctrico, que partirá do Infante às 17:00h, poderá desfrutar das companhias dos nossos artistas

LUIS MANHITA E FILOMENA GIGANTE (VOZ)
SAMUEL CABRAL (GUITARRA PORTUGUESA)
PAULO FARIAS DE CARVALHO (VIOLA DE FADO)

 

e, com a gentileza da Mercearia Café Linha 22, degustar um cálice de vinho do Porto.

Tudo isto incluído num só bilhete.

Os bilhetes custam 16,50€ por pessoa e estarão à venda no Museu e a bordo no dia do evento.

Informações e reservas: 22 615 8185

 

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Viagens na Linha 22 e visita à exposição “Marques da Silva – Imagens e Memórias”

A exposição de pintura “Marques da Silva: Imagens e Memórias” congrega testemunhos de uma vida, a do arquiteto Marques da Silva, de um tempo e rede de relações, de um lugar, a cidade do Porto dos finais do século XIX a meados do século XX.

 

A Fundação Marques da Silva, em colaboração com o Museu do Carro Eléctrico, organizou um programa de viagem em carro elétrico histórico ao longo do percurso da Linha 22 seguida de visita guiada à exposição “Marques da Silva: Imagens e Memórias” permitindo desta forma alargar a leitura das obras expostas ao conjunto muito significativos de edifícios da autoria de Marques de Silva que existem ao longo desta linha de carro elétrico.

 

-marques da silva

As viagens/visitas decorrerão nos dias 22, 26 e 29 de janeiro e nos dias 2, 5, 9, 12, 16 e 19 de fevereiro sempre às 15h00 com partida da paragem de carro elétrico do Carmo.

 

Estas viagens/visitas são destinadas ao público em geral e tem o custo de 5,00€ por pessoa estando sujeitas a marcação prévia através do site – http://bit.ly/ms_programaparalelo

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

IV jornadas Associação Profissional de Conservadores Restauradores de Portugal

O Museu foi convidado pela Associação Profissional de Conservadores Restauradores de Portugal a apresentar uma comunicação sobre os trabalhos que tem vindo a desenvolver com o património industrial que tem à sua guarda.

No seguimento da nossa experiência e com as importantes etápas que foram transpostas durante o Verão deste ano, o Museu decidiu dedicar esta comunicação aos trabalhos preparatórios de retirada de oleos e metais pesados como o mercúrio, dos equipamentos que faziam a transformação da energia eléctrica da antiga Sala das Máquinas da Central Termoeléctrica de Massarelos.

É com satisfação que damos a conhecer este trabalho, que durante uma década foi pensado e analisado com paciência e espirito critico, junto de especialistas de diferentes áreas, mas sobretudo junto de técnicos cujo olhar pode valorizar esta nossa iniciativa e simultaneamente aprender com ela.

Conheça melhor o programa deste encontro que decorrerá nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, no Museu da Electricidade em Lisboa.

Publicado em Eventos | Publicar um comentário

Bairro dos Livros – ler é um Vai Vem

Este Sábado, dia 10 de novembro, pelas 17:30 o nosso carro eléctrico 191 vai se o palco da iniciativa Bairro dos Livros. Mais de trinta livrarias e alfarrabistas da cidade do Porto juntam para fazer chegar a todos o prazer da leitura.

O grupo de teatro da Faculdade de Letras vai preparar uma intervenção poética com textos relacionados com o tema da edição deste mês, que é Ler é um Vai Vem e além dessa actuação, tem uma surpresa para quem quiser participar.

Entre neste eléctrico literário e acompanhe uma série de eventos que estão marcados para este dia. A ENTRADA É LIVRE.

Programa:

* UNICEPE * 15h00-17h00

Pr. Carlos Alberto, 128

OFICINA INFANTIL Aventuras Urbanas

Construção de “Vai e Vens”

 

* BIBLIOTECA MUSICAL * 16h00-16h30

Rua Cândido dos Reis, 115

HORA DO CONTO por Rita Pinto 

“A Onda” de Suzy Lee

 

* INCM * 16h00-16h30

Pr. Gomes Teixeira, 1 a 7

ENTRE VISTAS 

por Bernardino Guimarães

CHE GUEVARA E FERNANDO PESSOA 

(A. Pedro Ribeiro + Nuno Meireles)

 

* ELÉCTRICO VAI E VEM * 17h30-19h00

Pr.dosLeões-Batalha-Pr.dosLeões

“TRANS-” performance poética

por Grupo de Teatro da Faculdade de Letras da UP num percurso de eléctrico pela baixa do Porto.

 

* JANTAR DOS BAIRRISTAS  * 20h00-21h30

Restaurantes da Cordoaria

 

* GATO VÁDIO * 21h30-22h30

Rua do Rosário, 281

Apresentação “Círculo Rimbaldiano” 

Curso livre online na plataforma “moodle”

por Associação Cultural Sapato 43

 

* Coffe House MOUSTACHE * 22h00-24h00

Pr. Carlos Alberto, 104

CINEMA “VAI E VEM”

de João César Monteiro

por Cineclube do Porto

Publicado em Eventos | Publicar um comentário

“Unleash the Hero Within” no Museu do Carro Eléctrico

Foi colocada na receção / loja do museu, na passada segunda feira, a obra de Ann Vieira intitulada “What the Owl“.

Esta obra insere-se no projecto de exposição colectiva “Unleash the Hero Within” que conta com a participação de 43 artistas portugueses, desafiados pela Circus a interpretar uma estrofe d’Os Lusíadas de Luiz Vaz de Camões.

Cada obra foi exposta em locais tão diferentes da cidade do Porto como o Café Piolho, o Centro Português de Fotografia ou a Pensão A Favorita, entre outros.

Com esta iniciativa a Circus pretende, à imagem do poeta, exaltar a força, trabalho e capacidade de um país recorrendo ao talento e imaginação dos artistas convidados.

Conheça melhor este projecto através do site da Circus, ou no albúm da exposição do facebook

A exposição pode ser vista até ao dia 19 de Dezembro de 2012.

Publicado em Eventos | Publicar um comentário

Parabéns ao Pipi!

 

O carro eléctrico 373, também conhecido por Pipi, está de Parabéns.

Este carro, dos mais emblemáticos da colecção do Museu do Carro Eléctrico, faz neste mês de Novembro 60 anos.

O carro eléctrico 373 é o último veículo de uma série de carros desenhados e fabricados nas Oficinas Gerais do Serviço de Transportes Colectivos do Porto (STCP) entre 1947 e 1952.

Começando a circular a 3 de Novembro de 1952, este carro fazia composição com um atrelado do mesmo género. No entanto, o facto de ter sido perspectivado para circular de modo unidireccional, possuindo apenas um combinador na sua retaguarda para manobras de serviço e de emergência, condenou a sua operacionalidade na medida em que, só podia fazer serviço em linhas que tivessem uma “raquete terminal”. Esta, permitia que pudessem fazer o sentido inverso do percurso.

Este veículo possui o exterior decorado com as cores do serviço municipal, de carroçaria castanha, e apresenta apenas dois acessos do mesmo lado do carro, sendo as portas accionadas pelo guarda-freio através de uma alavanca, facto inovador para a época, assim como a introdução de uma cabine individual para o Guarda-freio.

Todo o seu espaço interior é amplo, uma vez que a caixa para passageiros e as plataformas são contínuas.

Com um formato exterior muito diferente dos outros carros eléctricos que circulavam na cidade do Porto nos finais da década de 1940, os carros desta série ficaram conhecidos pelo nome de “Pipis”, designação esta que era vulgarmente utilizada para referir pessoas elegantes.

O “Pipi” foi um dos últimos modelos a ser construído nas oficinas do Serviço de Transportes Colectivos do Porto, representando uma vontade de mudança do serviço, aderindo a uma nova estética de linhas mais modernas.

 

Características Técnicas:

Número de motores: 2

Origem, marca e modelo dos motores: E.U.A., General Electric (GE) 270

Tipo e potência dos motores: motor de série de corrente contínua de 55 HP

Tensão de alimentação dos motores: 550v (600v – max.) de corrente contínua

Marca e modelo dos combinadores (controllers): General Electric (GE) B54E

Chassis (truck): rígido

Fabricante dos chassis (truck): J.G. Brill, Cº

Distância entre eixos: 2,36 m

Bitola (largura) da linha: 1,435 m

Lotação (lugares sentados): 21

Comprimento total: 9,80 m

Largura máxima: 2,40 m

Altura (sem trólei): 3,22 m

Peso aprox.:11,500 Kgs

Publicado em Colecções do Museu | Publicar um comentário